8 dicas para seu negócio artesanal lucrar mais no Natal

negocio-artesanal-lucrar-mais-no-natal

Fim de ano chegando e se você produz seus próprios produtos para vender, precisa preparar o seu negócio artesanal para lucrar mais no Natal.

E por conta da pandemia o Natal deste ano será diferente, com menos pessoas reunidas e muita saudade daqueles que estarão celebrando à distância.

Levando tudo isso em conta preparamos esse artigo pra te ajudar a aproveitar da melhor forma esse período e fazer seu negócio artesanal lucrar mais!

1 – Peças mais baratas, rápidas de fazer e disponíveis para pronta entrega:

lembrancinhas-natal

2020 foi um ano difícil, de isolamento e crise, então as conhecidas “lembrancinhas” poderão ser mais procuradas neste Natal. Por isso, crie produtos rápidos e fáceis de fazer, com valores mais acessíveis e, se possível, disponíveis para pronta entrega. Isso porque muitas pessoas deixam pra providenciar esses presentinhos em cima da hora.

Você também pode aproveitar pra usar aqueles materiais que estão parados no estoque, assim não precisará comprar novos materiais. Por exemplo, se você faz aromatizadores, tenha opções à pronta entrega nos aromas que você já possui.

Se trabalha com costura, crie peças com aqueles tecidinhos que estão parados. Afinal, estoque é dinheiro parado.

2 – Divulgação com informações completas, em todos os canais:

venda-artesanato-online

Facilite a tomada de decisão do seu cliente. Para isso divulgue seu produto com todas as informações que ele procura: opções de cores, sabores, disponibilidade, se faz entrega, como comprar, valor, etc.

Dessa forma o atendimento é otimizado e você tem mais tempo para produzir, enquanto deixa seu cliente feliz com a agilidade e a facilidade de compra.

Informe o preço do produto, esqueça o “valor inbox”. A falta de informação pode fazer com que a pessoa desista de comprar com você por ter que entrar em contato só pra saber o valor.

Com uma boa divulgação pronta, compartilhe em todos os seus canais de venda, redes sociais, grupos de whats, etc.

Além disso, enviar suas opções natalinas para quem já foi cliente é uma ótima ideia, já que é muito mais fácil vender para quem já te conhece do que conquistar um novo cliente.

3 – Se antecipe, divulgue a data limite para encomenda e retirada:

encomenda-natal

Defina pra você mesma qual o último dia em que você vai receber encomendas e cumpra esse prazo, em nome de sua saúde e sanidade mental rs.

Informe com antecedência qual a data máxima para o cliente fazer sua encomenda e retirada dos produtos, isso evita trabalho corrido de última hora, mudanças de planos e exceções. Comunique também quando as encomendas estiverem encerradas.

4 – Planeje sua agenda e sua capacidade de produção:

planner-encomendas

Pode ser tentador aceitar mais encomendas do que dá para produzir visando aumentar o faturamento, mas não faça isso se quer ter um Natal tranquilo e fazer um bom trabalho.

Você quer ser lembrada pelo produto bem feito e pontualidade (e se puder entregar antecipadamente melhor ainda, vai surpreender o cliente), sem ter que negociar novos prazos com a pessoa, certo? Vale lembrar que o boca a boca é uma das melhores formas de atrair novos consumidores, ainda mais atualmente, onde todo mundo adora compartilhar suas experiências de compra. É a reputação do seu negócio que está em jogo, não dá pra arriscar.

Por isso planeje seu tempo e se organize, tenha dias fixos para fazer entregas e, se possível, faça o mesmo para a compra de materiais. Assim você evita ter que sair várias vezes e ganha mais tempo.

O Calcularte te ajuda MUITO neste ponto, pois ele te informa o tempo de produção do pedido e quanto tempo você ainda tem até a data de entrega. Veja aqui como funciona o controle de pedidos no Calcularte para entender melhor esse recurso.

E com essa informação você poderá planejar com mais facilidade sua agenda, pois o Calcularte tem um planner integrado aos pedidos. Essa integração gera as atividades relacionadas aos pedidos para que você organize na sua agenda, simples assim!

Isso vai te ajudar absurdamente a otimizar seu tempo e a planejar corretamente suas tarefas, pois você vai montando sua agenda conforme os pedidos vão entrando. E assim também visualiza quando atingir a capacidade de produção para encerrar as vendas.

5 – Precifique corretamente

precificar-artesanato

De nada vai adiantar uma super organização e vender muito se não tiver a certeza de que está vendendo seu produto artesanal pelo preço certo.

Quando você não calcula o SEU PREÇO e “copia” o do concorrente, está assumindo o risco de ter prejuizo. E Já pensou vender um montão e não ter o seu salário garantido ao final do mês?

Para evitar essa cilada basta calcular o preço de venda do seu produto artesanal direitinho. Nesse cálculo entra a mão-de-obra, o lucro, os materiais usados, as taxas cobradas pelo cartão de crédito, comissões de marketplace, impostos e as despesas.

Isso vai demandar concentração e um tempinho, mas é a base para poder vender direito. Para otimizar a precificação e ter a certeza de que não vai perder dinheiro, conte também com o Calcularte. Basta informar alguns dados e o sistema precifica automaticamente suas peças. Então pra quê correr risco com uma facilidade dessa à sua disposição, não é mesmo?

6 – Organização em todas as etapas

organizacao

Para não esquecer uma encomenda, perder prazos ou levar calote, é fundamental ter tudo organizado.

Para isso, o ideal é centralizar todas as informações em um único local. Esse controle pode ser feito em um caderno, planilha ou no Calcularte, que te ajuda inclusive no controle das vendas parceladas, fluxo de caixa, pedidos e estoque.

7 – Foque nas tendências, mas crie sua própria versão

artesana

Pesquise os produtos em alta no seu segmento e crie sua versão, com seu toque especial, para se diferenciar na multidão.

Por exemplo, se você faz panetones, pode desenvolver uma versão salgada com um sabor exclusivo.

Quer outro exemplo? Quem faz cosméticos artesanais pode criar um “kit da sorte” pra virada do ano. Depois desse 2020, cairá muitíssimo bem! Vale apostar em fragrâncias e cores que trazem boas energias para o novo ano.

8 – O Natal na pandemia e os produtos afetivos

natal-na-pandemia

Como dissemos no início, esse Natal será diferente pela pandemia. As tradicionais confraternizações de empresa, amigos e reuniões familiares terão outros formatos. Alguns desses eventos serão adiados, outros online, reuniões só com os parentes mais próximos, etc.

Entretanto, brasileiro é um povo saudoso, que gosta de abraço, comemoração e de “rir pra não chorar”. Então tenha opções de produtos afetivos para alegrar quem não vai poder estar junto de quem gosta neste Natal.

Tenha itens fáceis para enviar pelos Correios, peças com frases carinhosas, alegres e até mesmo que brinquem com o fato desse Natal ser à distância.

Bora trabalhar!

Espero ter te inspirado e ajudado no seu planejamento para fazer seu negócio artesanal lucrar mais no Natal! E se você quer contar com todas as facilidades que o Calcularte pode te proporcionar, aproveite para garantir seu acesso agora, com um desconto mega especial!

A assinatura anual está com 30% desconto (isso mesmo, 30%!), de R$ 249,90 por apenas R$ 174,90 à vista ou em até 12 x R$ 17,04. Um investimento pequeno para cuidar bem do seu negócio e começar 2021 com tudo organizado!

black-november-calcularte

Para aproveitar esse desconto clique aqui e veja mais informações desta promoção, mas corre que é por tempo limitado!

curso-donuts

Vanessa Longo

Publicitária de formação, artesã de coração. Fã de empreendedorismo, especialmente de negócios criativos. Já teve seu ateliê de papelaria personalizada e hoje se dedica de corpo e alma ao Calcularte!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *